quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Mais pelo caso do que pelas fotos

Quem lê as notícias da fotografia tem se deparado com a polêmica dos negativos em vidro, que podem ser do célebre Ansel Adams, comprados há alguns anos por preço muito baixo num brechó improvisado nos EUA.
A família do fotógrafo se diz cética, parte dela chega a afirmar que as imagens não são de Adams, pronto. A entidade que cuida dos direitos autorais ameaça ir à justiça.
O comprador, Rick Norsigian, parece despreocupado com isso. Fala em vender reproduções de 17 dos negativos. Algumas custariam 90 dólares, outras 7,5 mil.
Ter um pôster dessas imagens não seria lá grande coisa, interessante pela história e pelo nome, mas não traz a tona coisa nova sobre o trabalho ou métodos de Adams.
Leia sobre a carreira de Ansel Adams, notável, mesmo sem polêmica.

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Com as mãos na terra

No próximo sábado, 00:30, será exibido na TV Cultura o documentário uruguaio Com as mãos na terra, dirigido por Virginia Martinez. O documentário se refere às escavações em locais onde foram enterrados desaparecidos políticos na época em que o país viveu o regime de ditadura.
Com as mãos na terra é um dos documentários que integram o projeto DOCTV Latinoamérica, que fomenta a produção e exibição de documentários Latino-americanos.
Serão 14 documentários inéditos, produzidos em 14 países da América Latina, exibidos em 18 TVs públicas do continente.
Todos os sábados, as 00h:30, reprise as terças, 1h:00.

video

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Ainda no mundo da lua



Guilherme Artigas

O Pica pau



Guilherme Artigas

Conferência

Mais de mil pessoas estiveram reunidas em Curitiba, nos dias 20 e 21 de agosto, para a V Conferência Estadual de Educação, promovida pela APP Sindicato. O objetivo era discutir e redigir propostas referentes à educação pública para o próximo período.
Como resultado final das discussões foi elaborada uma carta compromisso que será entregue aos candidatos ao governo do Estado. Será redigido ainda o Caderno Final da Conferência, com a transcrição das falas dos palestrantes convidados.
Estiveram presentes várias figuras importantes no contexto da educação pública do Paraná e do Brasil. Além da direção da APP Sindicato, participaram a Secretária de Educação Yvelise Arco-Verde, o sociólogo e escritor Emir Sader e diversos outros dirigentes de entidades componentes dos movimentos sociais.
Todas as atividades foram transmitidas ao vivo pela internet através da TV APP e pela Rádio APP.




A palestra de abertura da Conferência foi do sociólogo Emir Sader, que comentou os impactos das políticas sociais adotadas pelo atual governo federal. Depois autografou alguns de seus livros, entre eles a Enciclopédia Latinoamericana.





Coral da APP Sindicato

Grupo Omundô

Fotos: Guilherme Artigas

terça-feira, 17 de agosto de 2010

II Fórum Latino-Americano de Fotografia

Estão abertas até 22 de agosto as inscrições para os Workshops e Leituras de Portfólio no II Fórum Latino-Americano de Fotografia de São Paulo. O Fórum é uma realização do Itaú Cultural. Acontecerá entre os dias 20 e 24 de outubro de 2010.
É a segunda edição do evento. A primeira foi realizada em 2007. Clique para inscrições e programação

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Edição especial

Já está circulando entre os educadores do Paraná a edição de número 154 do jornal 30 de agosto, publicado pela APP Sindicato.
Foto: Guilherme Artigas

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Formação sindical

Foto: Guilherme Artigas
Professores e funcionários de escolas de todo o Paraná participaram da Etapa II do Curso de Formação Político Sindical da APP-Sindicato, na estância Bethânia, em Curitiba. Leia

Imagem


Para manter o ecossistema na região do Golfo da Tailândia, o tanque vira barreira de coral. Leia a notícia

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

55 semanas

A série DOCTV IV traz 55 documentários inéditos, produzidos por todo o País. Cultura infinita do Brasil. “Uma promessa de encontro das questões urgentes do país com o povo brasileiro”, segundo consta no site. As exibições são todas as sextas, 22:30, na TV Cultura. Segue uma amostra de O Rei do Carimã.

video

outros vídeos

Futurismo?

Esse Juliano Macedo tem uma panorâmica analógica, antigona. Algumas fotos feitas com ela já andaram por esse blog.
Ele pouco fotografa, o que mais produz são desenhos alucinados. Alguns logo estarão expostos no Jokers Pub, na rua São Francisco. Leia mais no Flyer.

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Comentário

Sobre o post que tratou dos equívocos no comício de Dilma Rousseff em Curitiba, um leitor achou necessário esclarecer alguns pontos.
“Olá Guilherme, eu estava lá, na verdade quem fez a divisão não foi quem organizou e nem os candidatos, isso foi a segurança do presidente, é lógico se tem um presidente popular a galera do exército tem que reforçar muito mais a segurança, é aí que causou esse embrólio todo. O pessoal do exército já barrava quem estava com estandarte de madeira, as bandeiras maiores também e assim foi feito com todos inclusive com os jornalistas. Quem cobre a visita de alguma autoridade sabe é complicado, mas vai fazer o que é assim mesmo. Ou o pessoal não viu a posse do presidente americano, lá ninguem reclamou e o público ficou a quilometros do palanque”.

Agradeço o comentário. Reafirmo que o potencial de manifestação popular do lugar foi desperdiçado. É certo também que o esquema de segurança é imperativo na atualidade.
O problema é que isso, associado com a repercussão da fotografia, na qual o Edifício Garcez mudou de lado, acabou resumindo alguma coisa “sem jeito” para a manifestação que aconteceu em Curitiba. Imagens do alto, publicadas em alguns blogs, também sugeriram um comício esvaziado.
Entendo que os Movimentos Sociais no Paraná têm uma atuação forte e competente, Injusto o evento passar mal entendido e daquele jeito. Melhor então que esses motivos que vc expôs, fiquem claros, para que não se confundam as coisas: o problema do comício não foi adesão de público.

Foto:Guilherme Artigas

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Erros graves

Foto: Guilherme Artigas
Acompanhada do prestigiado presidente Lula a candidata do PT à presidência da república, Dilma Rousseff, esteve em Curitiba na semana passada para um comício na Boca Maldita.
A repercussão poderia ser positiva se os responsáveis pela organização da campanha não tivessem errado tanto, em mais de um quesito.
O equívoco maior foi na distribuição dos espaços para os “tipos” de público. Uma ala VIP foi destinada aos candidatos da coligação, o que deixou pouco espaço para o cidadão comum ver ao vivo o presidente e os candidatos por ele apoiados. Uma contradição explícita, não do governo federal que nos últimos dois mandatos priorizou o Social, e sim de quem conduz a campanha para a sua continuidade.
A tenda reservada à imprensa acabou ficando na frente do resto. Óbvio que os meios de comunicação têm que ter seu trabalho facilitado. Lugares que possibilitem boa captação de imagem e som são necessários para a visibilidade de qualquer campanha, mas a verdade é que a grande maioria das pessoas só viu a coisa pelo telão. Uma decepção, sem dúvida.
O potencial da boca maldita foi desperdiçado. Em eventos recentes, como “O Paraná que queremos”, organizado pela OAB, ficou provado que no local podem ser promovidas com sucesso, manifestações populares consideráveis.
Foto da manifestação O Paraná que queremos (OAB), há poucas semanas na Boca maldita
Foto: Guilherme Artigas

Lembranças importantes
Recordando também o último comício de Lula em Curitiba, em 2006, quando era candidato a reeleição, pode-se ver um encontro bonito e com grande participação popular (fotos). Naquela ocasião, Lula e a comunidade não contaram com as presepadas dos organizadores do evento da semana passada.
Como se não bastasse a segregação do eleitorado, a divulgação nacional do evento no site oficial de Dilma, foi marcada por uma inversão canhestra de uma foto de plano geral do comício. Simplesmente um edifício mudou de lado, o que deu de bandeja à oposição um argumento certeiro. Erro comparável ao cometido no blog da candidata petista, no início da campanha, no qual estava publicada a foto de uma atriz, como se fosse Dilma quando criança.
O continuidade de um projeto de governo que busca um Brasil mais igualitário pode despencar para o ridículo, nos erros infantis de quem se acha gênio.
Seguem as imagens do comício de Lula em 2006, na mesma Boca Maldita. Importante reparar que a tenda reservada para a imprensa está colocada num local parecido ao de 2010, sem causar problemas de visibilidade para ninguém. O lugar do povo é que foi subtraído no último sábado.





Fotos: Guilherme Artigas

Câmeras fotográficas livres de imposto

Com informações do blog Link, do Estadão: A Receita Federal divulgou que a partir do dia 2 de agosto de 2010, câmeras fotográficas e telefones celulares comprados no exterior estarão isentos de imposto. Os dois itens foram incluídos na lista de objetos de uso pessoal, como relógios de pulso, roupas e produtos de higiene. A Receita frisou, porém, que filmadoras e Notebooks ainda são passíveis de tributação.