domingo, 31 de maio de 2009

Polaroids Vaginais

Se existe escrita original é a de Fausto Fawcett. Conhecido e já meio esquecido como o senhor das loiras como Regininha Poltergeist, compositor do sucesso Kátia Flávia, popularizado na voz de Fernanda Abreu. Kátia Flávia...

Que só usa calcinhas comestíveis e calcinhas bélicas
Dessas com armamentos bordados
Calcinha de morango
Calcinha geladinha
Calcinha de rendinha
Ex-miss Febem
Encarnação do mundo cão
Casada com um figurão contravenção ...

Mas pouca gente sabe que além dos shows que Fawcett tramou com as loiras, das parcerias com celebridades da música, ele publicou em texto, essa coisa toda.
O livro Básico Instinto, mesmo nome do espetáculo performático que viajou pelo Brasil no início dos anos 90, é um dos exemplos.
No dizer do cineasta Cacá Diegues, que assina o prefácio, Fausto “talvez seja o primeiro escritor brasileiro a reproduzir essa estrutura de pensamento audiovisual em seu texto”.
Para Diegues, uma nova lógica desse aparato visual se revelava na inspiração de Fawcett em cidades como o Rio que: “são compostas de sua real paisagem e da imagem delas, até o ponto em que ambas se confundem e formam um terceiro real que habita o inconsciente de suas populações".
Pode ser que esses efeitos não sejam tão surpreendentes hoje, já que acabamos assumindo com o tempo que somos uma sociedade de imagem. Mas em 1992 essa percepção era privilégio de poucos estudiosos da linguagem da mídia e da semiótica.
Um trecho: “Angústia sensorial. De tanto ver o mundo ser transformado em imagem, de tanto ver a vida ser transformada em show de realidade patrocinada, os habitantes do gueto capitalista já não sabem o que é e o que não é real. Não sabem se seus sentimentos são seus mesmo ou se são ficção de personalidade. Bombardeados pelo delírio das ficções comerciais e não comerciais, eles vivem envolvidos com mundos que só existem no desejo”.


Flashes explodem na cara
Outra leitura surpreendente é Copacabana Lua Cheia, um livro-revista que, descrito pelo próprio autor, “é uma espécie de carta urbana inspirada em Copacabana”.

Um trecho: “ Flash na boceta. Polaroid Vaginal é tão normal em se tratando de Samantha Kelly Morgan, vadia letrada que viaja bancada por revistas de pesquisa do terceiro mundo, baseadas no primeiro. Ela na faz reportagem para denunciar ou criticar ou expor mazelas da injustiça social global. Ela sabe que todas as civilizações têm muito de morte organizada, muitos têm que sobrar para uma minoria prosperar e ponto final. Se não tiver gente fodida não tem graça”.

Personalidade política

Vai a leilão no próximo dia 4 de junho, em Berlin, uma imagem da primeira Dama Francesa, a Italiana Carla Bruni. Na foto de 1994, a ex-modelo está seminua. São várias as top models, musas, divas e sinhazinhas que se eternizam na mídia, por motivos diversos. O interesse acima da média sobre a foto e a pessoa de Bruni deve-se, nitidamente, ao envolvimento dela com o presidente francês, e logo no cenário político internacional. Afinal, fotografia de gente nua deixou de ser rara faz tempo.

Foto: Pamela Hanson - 1994
Aí está, depois de alguns dias de notícia, a foto de Carla Bruni. A imagem foi arrematada por US$18,3 mil.

Milhões em ação

Segundo notícia do site do Estadão, na seção Tecnologia, o número de brasileiros que acessam a internet com freqüência aumentou em 13,6%. Significa que, atualmente, mais de 25 milhões de pessoas acessam a rede de casa, constantemente.
No total seriam 62,3 milhões de usuários da internet no país, entre os ativos e os esporádicos. São números do Ibope.
Ainda, entre os gêneros de sites, os de fotografia tiveram um aumento de audiência de 11,7%, o maior índice de todos.

quinta-feira, 28 de maio de 2009

Duelo

Com uma semana de filmagens, a produção do filme Curitiba zero grau, diz ter enfrentado “problemas típicos”, como a chuva, característica marcante da úmida Capital do estado. O longa-metragem de Eloi Pires Ferreira, será rodado até o final de junho, em meio a um previsto “duelo com a chuva”. Sorte para a equipe.

quarta-feira, 27 de maio de 2009

Parabéns Gusmão!

Ae! Hoje é aniversário de 7 meses do gusmão, o Rei da casa.


Fotos: Guilherme Artigas

A doce Nikon


Que bacana esse bolo D 700. Trata-se de um presente super original que a fotógrafa Marcia Felton recebeu no seu aniversário. A obra de arte é de autoria de uma confeitaria dos EUA, a Granny Schmidt's. O bolo Nikon foi encontrado no Fotomaníaco, blog do fotógrafo Bruno Senna.

terça-feira, 26 de maio de 2009

Numa M

Segundo consta no blog fotocolagem, a célebre fotógrafa Annie Leibovitz está falida, devendo muito e penhorando seus bens, entre eles o seu acervo de fotos.
Leibovitz deu como garantia para um empréstimo de quinze milhões de dólares, além dos direitos de tudo que produziu até hoje, também as suas propriedades imobiliárias. Se não pagar, não fatura mais nada com seu próprio trabalho.


Está é a capa da revista Rolling Stone, de 22 de janeiro de 1981. Foi eleita a melhor capa de revista da história, pela Sociedade Americana de Editores de Revistas, em 2005. A foto de Annie Leibovitz é uma lenda, foi feita horas antes de John Lennon ser assassinado, em 1980.

A moderna

A Klaxon foi a revista que segurou as pontas do modernismo brasileiro, que se oficializou com a "Semana de arte moderna", em 1922.
A publicação chamava atenção também pela sofisticação gráfica. É tida como a única peça que impediu o desaparecimento rápido do ideário da semana.
A repercussão dos livros modernistas, na época, não era grande. Nessa realidade, o jeito era rumar às páginas das revistas literárias, que eram poucas.
A Klaxon seria o modelo para outros periódicos modernistas, tão importantes que funcionavam como selo editorial para os livros dos seus autores, agindo como o principal veículo publicitário do movimento.

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Twitter na TV

Segundo matéria da revista Variety, dos EUA, o Twitter vai virar série de TV. Especula-se sobre uma parceria entre os organizadores do microblog e as produtoras Reveille, que assina seriados como Ugly Betty, exibido pela Sony TV, e a Brillstein Entertainment, que agencia algumas estrelas de Hollywood.
Os responsáveis pelo Twitter não confirmaram a informação da revista, que ventilou até sobre o estilo do seriado, que iria mostrar usuários comuns que seguem celebridades. Seria uma competição para ver quem chama mais atenção de famosos do cinema e da música. Péssimo enfoque. A opinião é nossa, a notícia do site Gafanhoto.

domingo, 24 de maio de 2009

Convivas

Foto:Guilherme Artigas

A felicidade de Jabor

Foto: Ana Branco
Depois de 23 anos sem dirigir um filme, Arnaldo Jabor está rodando o longa Suprema Felicidade. Seu último trabalho no cinema foi Eu sei que vou te amar, lançado em 1986.
Poucos anos depois, amargurado com o Brasil de Fernando Collor, se desinteressou e não mais ocupou a cadeira de diretor. Muitos jovens na faixa dos 20 anos, não sabem que Jabor é, antes de tudo, um Cineasta.
Suprema Felicidade se passa no Rio de Janeiro da década de 50. Tem como base algumas crônicas de Jabor publicadas na imprensa. A informação é do jornal O Globo.

sábado, 23 de maio de 2009

Inclusão com sensualidade

É crescente a mobilização em favor da inclusão social de pessoas com necessidades especiais. Construções adaptadas, esforço de inserção no mercado de trabalho, são exemplos que encontram mais referências.
Recentemente, nessa vontade, o repórter de TV Ronaldo Denardo e o fotógrafo Honor Filho, ambos viventes no ABC Paulista, produziram ensaios fotográficos que retratam a sensualidade de mulheres com deficiência física.
O título da série é: Curvas da Eficiência – Beleza e sensualidade ao alcance de todos!
É óbvio pensar que a inserção de pessoas com necessidades especiais, em qualquer setor social, não só proporciona, mas depende de boa auto-estima. Despertar esse “sentir-se bonita” nessas mulheres, parece ser o objetivo de Ronaldo Denardo, tetraplégico há mais de dez anos, depois de sofrer um acidente de carro.
Mais informações e algumas fotos podem ser vistas no fotocolagem, por sinal um ótimo blog de fotografia, associado ao jornal Diário do Grande ABC.
Precursores
O tabu de ensaios sensuais de pessoas com deficiência foi quebrado em 2000, pela revista TRIP, na edição 82.
Mara Gabrilli, também vítima de um acidente de carro, foi clicada pelo cultuado fotógrafo Bob Wolfenson.
A TRIP, que desde o início das suas atividades teve como lema à diversidade e a cabeça aberta para o novo, trazia a primeira tetraplégica a posar nua no Brasil. Perguntada na entrevista sobre o porquê de posar nua, ela respondeu: por que não posar nua?



Foto: Bob Wolfenson

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Supremacia Beyonce

Da interessante galeria de Anne, de Setúbal, Portugal.

Foto:Anne

Mais

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Besouros passando frio


Essa foto dos Beatles é rara. Vi no blog do Grimaldi, um conceituado diretor de fotografia de muitos filmes, publicitários, principalmente. No blog, fotos e ilustrações são expostas sem legendas e com poucos e raros comentários. Parece que a mensagem é: as imagens bastam, dizem muito e sugerem outro tanto, depende do observador. É uma galeria variada e de bom gosto, típico de quem vive de imagens e portanto sabe identificar as que trazem um algo mais. blog
Correlatas

Fotografia

video

Novas salas

Três novas salas de cinema entram em funcionamento hoje, no Shopping Curitiba. Nos próximos meses estão previstas mais três. Uma delas com projeção em 3D. Entre as novidades mais destacadas na matéria do Jornal Gazeta do Povo, estão o sistema de som, Dolby Digital, e a disposição das poltronas, em degraus (sistema stadium), para que nenhum altão acabe com o divertimento do baixinho que está na fila de trás. Mas o detalhe mais legal está nas poltronas para casais (love seats). É a continuidade do namoro a moda antiga, no escurinho do cinema, e moderno e responsável: o couro é ecológico.

Divulgação

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Lumière no Niemeyer

A exposição "Autocromos Lumière – O tempo da cor", já pode ser visitada no Museu Oscar Niemeyer. É a primeira vez que a mostra sai da Europa. A vinda faz parte das comemorações do Ano da França no Brasil.
Os Lumière, para quem ainda não sabe, são os “inventores” do cinema. Os Autocromos foram as primeiras fotos coloridas sobre placa de vidro.
Também serão exibidos filmes com projeção no cinematógrafo.

Lenz - Projetos pessoais

Há poucos dias funciona o Lenz, o novo blog de fotojornalismo do Jornal The New York Times. É um ambiente de imagem jornalística geral, incluindo vídeos e slideshows. São motivos atuais e trabalhos documentais que se não eram inéditos, sempre valem ser revistos.
O intuito é expor projetos pessoais dos repórteres fotográficos do jornal. Clicando na lista de blogs e nos nomes dos fotógrafos participantes, o conteúdo aumenta. Uma boa referência para conhecer bons trabalhos, e divulgar outros tantos. No link abaixo, o trabalho de fotógrafos na Casa Branca. Tem muito mais.


URBE

Mulheres que ninguém vê



Fotos: Guilherme Artigas

Denúncia

“Jornalismo é publicar o que alguém não quer que seja publicado; todo o resto é publicidade”. Com essa frase de George Orwell, o documentário de Daniel Florêncio começa a denunciar as relações, no mínimo duvidosas, entre o atual governador de Minas, Aécio Neves (PSDB), e a grande imprensa brasileira, em especial a Rede Globo. Na verdade, seria peleguismo pior, continuar chamando de “duvidosos” os acordos, para que nada de ruim seja veiculado sobre o atual governo mineiro. O documentário de Florêncio não investe em meias palavras. Em pouco mais de oito minutos, o filme escancara o comprometimento da TV Globo com o governante.

video

Do blog do Fábio Campana

terça-feira, 19 de maio de 2009

Instante Contínuo


Geoff Dyer é conhecido como um ensaísta habilidoso. Seu estilo é clássico: faz de uma história corriqueira o gancho para pensamentos criativos sobre um tema. Já tratou de vários assuntos, da Yoga ao Jazz.
Em 2008 entrou numas de escrever sobre fotografia, e logo, sobre fotógrafos. O título: O Instante Contínuo: uma história particular da fotografia.
Dyer interpreta algumas peculiaridades do trabalho e rotina de grandes vultos da fotografia, como Walker Evans e Henri Cartier-Bresson.
Partindo dessas especulações sobre características pessoais, surgem boas palavras sobre o fazer fotográfico.
Não chega a ser uma revisão teórica sobre o surgimento de gêneros fotográficos, como faz Susan Sontag, no seu Sobre Fotografia, de 1977. Em o instante Continuo, o texto tem inteligência parecida, mas a leitura pesa menos, como tudo que envolve algumas fofoquinhas.

Leitores de bons clicks

O jornal O Globo selecionou dez fotografias de leitores, entre mais de 600 publicadas na seção FotoGlobo, entre abril e maio deste ano. Agora o internauta pode escolher as três melhores. É obrigatório votar em três fotos. As orientações sobre como votar estão no link a baixo, é fácil e vale a pena dar uma olhada. São imagens excelentes. Clique

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Gire para o sol

se nublar demais

gire para o sol

mas não abuse

Fotos:Guilherme Artigas

Vida de Jânio

Em 2006 a Globo exibiu em capítulos a história do ex-presidente Juscelino Kubitschek. Agora é a vez de Jânio Quadros, sucessor de JK, ter sua vida contada numa série de TV. A produção é da Rede Record, que mais uma vez sugere claramente ser a antítese do plim plim. Leia mais no Anexos, blog de Marc Souza.

Notícias de Cannes



O cartaz de Cannes 2009 é inspirado no filme “L`Avventura”, do Italiano Michelangelo Antonioni. L`Avventura foi rodado em 1960.



video


O filme À Deriva (Trailer a cima), do diretor brasileiro Heitor Dhalia, está entre os selecionados para uma das mostras paralelas de Cannes (Um certo olhar). Entre as produtoras envolvidas, está a O2 filmes, de Fernando Meirelles. À Deriva deve estrear no Brasil no segundo semestre deste ano. Informações do jornal O Globo.

Pensamento

“Se eu tenho muito dinheiro do estúdio, ele precisa fazer muito dinheiro. Não posso filmar em branco e preto, não posso colocar violência. Fica um cinema muito básico. Como meu plano é morrer e não deixar nenhum dinheiro, melhor fazer vários filmes pequenos do que um grande”.
Francis Ford Coppola – Em entrevista a Gazeta do Povo, sobre seu mais recente filme, Tetro.

sábado, 16 de maio de 2009

O fotógrafo dos abonados

“Atenção: não confundir ricos com famosos. Não gosto de fotografar celebridades, acho muito chato. Eu gosto é de pessoas comuns. Ricas, mas comuns”.
Frase do fotógrafo britânico Martin Parr, o “fotógrafo dos ricos”. Seu prazer é retratar pessoas ostentando.
Parr está no Brasil para, entre outras coisas, divulgar seu livro de imagens das praias da América Latina. Foi entrevistado no programa Metrópolis, da TV cultura, na última sexta-feira.

video

URBE

Já não é mais verão

Mas hoje quem comanda é o céu de brigadeiro! Nesse final de semana, boas fotos a todos! Vamos aproveitar a luz do inverno.

Fotos: Guilherme Artigas

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Figuração

Já está sendo rodado o filme Curitiba Zero Grau. As filmagens do Longa-metragem de Eloi Pires Ferreira vão até o dia 29 de junho.
A história é de quatro personagens, que estão sempre em movimento pela cidade.
A produção informa que estará aberto um cadastro de figuração, no sábado e domingo, das 14:00 às 17:00, no Teatro Barracão em Cena.
Há necessidade de figurantes de todos os tipos humanos. Contatos pelo: figurante@curitibazerograu.com.br

As metas do Arnaldo

A cada dia que passa vivemos mais as expectativas da TV digital. Se já sentimos alguns efeitos, no ver e produzir, é interessante reler um texto de 15 anos atrás, feito por Arnaldo Antunes. O título: Metas para a TV do futuro.
São várias frases numeradas. Estão no livro 40 escritos, de 2000. Ainda bem, porque originalmente o texto foi publicado na revista Globosat, de outubro de 93. Só seria lido, muito, por acaso.
Algumas destas metas estão aqui. Muita coisa fantasiosa ou ainda distante para nossa realidade século XXI de fraldas. Outras são bem atuais.


2 “Programação ininterrupta durante a madrugada”.

Essa é simples. Arnaldo Antunes devia ser bem informado. Em outros lugares a TV aberta provavelmente estava 24 horas no ar. Mas quem recorda o começo dos anos 90, sabe que no Brasil, lá pelas tantas, nem tantas, ouvia-se uma música clichê, para depois as linhas coloridas e seu relógio mandarem dormir. Era triste algumas vezes.

6 “TVs de bolso”.

Com telefone, normal:

7 “TVs descartáveis”.

Essa das descartáveis é tão distante quanto a número 20:

20 “Aparelhos inteiramente produzidos com material reciclado”.

Há pensamentos libertários. Algo que tem muito haver com a militância por uma internet e um planeta livres, sem muitas fronteiras e com todo mundo podendo produzir e divulgar suas coisas. Muito empolgantes, por sinal:

5- “Unificação dos formatos, bitolas e sistemas de codificação. Extinção das reservas de mercado. Um só sistema mundial de vídeo”.

ou

13 “Tecnologia digital de gravação, edição e reprodução ao alcance de qualquer consumidor. Vídeo câmeras caseiras com qualidade profissional. Acesso mais corrente aos meios de comunicação.

Essa 13 já é realidade para alguns.

Outras previsões encontram execução hoje em dia. Na atualidade ouve-se a proposta inicial da Tv digital. Resume-se em tornar a exibição e a tela mais dinâmicas, com interatividade considerável, mesmo que o leque de alternativas continue com limitações obedientes ao mercado. A próxima meta se equilibra entre esse possível de hoje, e a ultra-imaginação do autor:

11 “Todos os canais simultaneamente na tela, por subdivisão e também por fusão das imagens e dos sons.”

Na seguinte ele escancara e sonha uma interatividade verdadeira:

12- “Possibilidade de inserção de imagens e sons outros que interfiram e se relacionem com o material transmitido.”

No fim, Arnaldo Antunes parece tornar suas “metas para o futuro’, presentes até onde for possível.

18 “Transmissões interplanetárias”

sábado, 9 de maio de 2009

Um legado de realizações

Clotilde Espínola Leinig era uma realizadora. Partiu com dois livros publicados e uma vida dedicada a causas nobres e de bom gosto: boa música e a reabilitação de pessoas através da musicoterapia. Grande amiga, grande mestre. Essa foto é a de apresentação, no seu último livro, A Música e a Ciência se encontram (Juruá,626p.)
As nuvens estão ao som de seu violino, ou seria de seu piano?
Foto: Guilherme Artigas

Dia das mães é tema de exposições em Curitiba

A primeira delas é Meu Bem Querer, da fotógrafa Cris Hapen. A exposição reflete sobre a empatia entre a mãe e o bebê, nos primeiros momentos em que estão juntos. Em cartaz no Shopping Jardim das Américas, até o dia 30 de maio. A entrada é franca.

Divulgação

Na academia Gustavo Borges, estarão expostas fotos de Roberta Sprenger, que compõem a série Manhêêê... Nas imagens, momentos de alegria antes e depois dos bebês nascidos. A exposição ficará 15 dias em cada uma das sedes da academia, primeiro no Barigui, depois no Tarumã. Também até o final de maio. Informações do site Paraná OnLine

Foto: Roberta Sprenger

sexta-feira, 8 de maio de 2009

Bom fotojornalismo

Já foi ventilado que Curitiba é a cidade campeã de suicídios. Sendo ou não, recentemente algumas tentativas têm sido bem registradas. Os fotojornalistas João Carlos Frigério, do plantão 190, e Lineu Filho, do Jornale, fotografaram situações parecidas em cenários diferentes. Ainda que, se levarmos o termo “cenário” para o lado subjetivo, o de ambos os suicidas deveria estar bem parecido, sinistro. Mas, os dois foram resgatados pelos Bombeiros.
Ficam dois exemplos de fotojornalismo eficiente. Além de guardar um fato, dialogam sobre ele, num click.
O de Frigério é mais lírico devido ao contraluz. Foi publicada no blog fotojornalismocuritiba. A sacada de enquadramento, deixando o homem na linha do sol, agrega duplo significado, o do desespero e o da luz, a do fim do túnel. Não se sabe quantas interpretações a imagem sugere, mas não são poucas. A torre deu tom ainda mais forte. Uma bela imagem.
Na foto de Lineu Filho, publicada no blog do Zé Beto, o relógio já faz entender de maneira rígida que ali a vida, se não chegar ao fim, se prorroga. Se não é mérito do fotógrafo o relógio estar ali, é dele a habilidade de linkar o local e a situação, e assim informar bem. Diriam alguns que: “com o relógio ali fica óbvio”. Porra nenhuma: Têm gente que chegaria lá, fecharia o quadro no cara sem notar a analogia com os ponteiros. Mas a imagem é mais. O cidadão olhando para baixo como a se perguntar: vou? E o avião subindo como quem grita: vá, e venha! Muito bom. Parabéns aos fotógrafos e vida nova aos suicidas!

Foto:Lineu Filho/jornale


Foto: João Carlos Frigério/plantão190

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Gusmão: o cachorro filósofo




Fotos: Guilherme Artigas

quarta-feira, 6 de maio de 2009

A fotografia e o tempo

É o tema do Prêmio Porto Seguro de Fotografia de 2009. O concurso é destinado a fotógrafos brasileiros ou estrangeiros residentes no Brasil. Leia tudo sobre o regulamento aqui.

terça-feira, 5 de maio de 2009

De maio

Como sempre temos informado: está circulando

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Convivas

Foto: Guilherme Artigas

domingo, 3 de maio de 2009

De março

O carreiro do Barigui. É o título da foto eleita a melhor de março, das que foram publicadas no blog fotojornalismocuritiba. O autor é Daniel Caron, repórter fotográfico dos jornais Tribuna do Paraná e O Estado do Paraná.
O blog é cada vez mais acessado não só por quem se interessa por fotografia ou precisamente por fotojornalismo. Entre profissionais, estudantes e demais interessados, todo mundo confere as imagens.
Como é de praxe, já estão lá as fotos selecionadas do mês de abril. Vote na sua preferida.
Foto: Daniel Caron

A mala não acabou com o mistério

Foram finalmente divulgadas as fotografias da chamada “mala mexicana”, a que continha fotos inéditas de Robert Capa. Os registros seriam, na maioria, da Guerra civil espanhola, deixadas por Capa quando ele fugiu dos nazistas no fim dos anos de 1930.
A maior expectativa era que fosse esclarecido um dos maiores mistérios do repertório de Capa e da história da fotografia. A dúvida era, e ainda é, sobre a famosa foto que leva o título de “O soldado caindo”. Ela seria ou não encenada?
A resposta não veio na mala. Entre os negativos estão retratos de grandes escritores, como Ernest Hemingway e, como se sabia, importantes registros da Espanha em guerra.
Nada do negativo da seqüência de “O soldado caindo”.

Foto: Robert Capa - O soldado caíndo

Mais sobre o assunto

sexta-feira, 1 de maio de 2009

O melhor fotômetro do mundo

Há quase vinte anos foi descoberto o primeiro planeta para além do nosso sistema solar. Depois dele foram detectados cerca de 300 outros planetas extrassolares. Mas nunca foi descoberto um que tenha condições climáticas e tamanho parecidos com os da terra. Encontra-los é o que a Nasa pretende com o telescópio Kepler, o mais novo entre os brinquedos da Agência Espacial Americana.
É possível pensar que o Kepler pretende fotografar planetas que num dia remoto possam nos abrigar. Para tanto ele está munido do maior e mais preciso fotômetro da história, capaz de detectar mudanças de luminosidade de 20 partes por milhão. Esse é fotossensível mesmo!
Simplificando, é certo que a luminosidade de uma estrela diminuí, mesmo que seja muito pouco, quando um planeta passa na sua frente. Estima-se que a terra, por exemplo, se observada de um ponto de fora do sistema solar, se passasse em frente ao sol bloquearia 84 partes de milhão, da radiação solar. Júpiter faria a luz do sol diminuir 1%. Com essa redução de luminosidade é que podem ser descobertos outros planetas, ou ao menos ter indícios de existência.
Como consta em uma matéria da revista Época, de algumas semanas atrás, “Se o telescópio Kepler observasse do espaço uma cidadezinha na Terra à noite, seria capaz de detectar o obscurecimento da luz em uma janela quando alguém passasse por ela”. Ultrassensível.

Parabéns trabalhador!!!









Fotos: Guilherme Artigas